RSS

Morador de Valparaíso morre ao ser atropelado pelo próprio trator

05 fev

O tratorista Genivaldo Aparecido Teixeira, 35 anos, morador em Valparaíso, morreu ao ser atropelado pelo trator que conduzia. O acidente aconteceu na tarde da última sexta-feira (30), porém, foi divulgado apenas nesta segunda-feira (2). Não se sabe em que condições aconteceu o atropelamento.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima seguia com o veículo pela estrada Pará Agrovila, no bairro São João, nas proximidades de uma usina de açúcar e álcool. O condutor de outro trator que seguia atrás de Teixeira contou à polícia que eles retornavam de uma fazenda após o término do trabalho.

Genivaldo Teixeira

Eles estariam cerca de 800 metros de distância um do outro quando, ao passar por uma lombada, a testemunha viu a vítima estirada no chão. O trator que Teixeira conduzia estava parado, batido na porteira de entrada de uma fazenda, cerca de 30 metros à frente.

CONSTATAÇÃO
Ao se aproximar da vítima, a testemunha notou que ela já estava sem vida e que provavelmente o trator tinha passado sobre o corpo dela. O patrão de ambos foi comunicado do fato e acionou a polícia. Consta no boletim de ocorrência que Teixeira possuía carteira de habilitação e tinha feito treinamento com o técnico em segurança do trabalho para operar o trator, que estava atrelado a um arado.

Equipe do IC (Instituto de Criminalística) realizou perícia no local. O corpo passou por exame necroscópico no IML (Instituto Médico Legal) de Araçatuba e foi enterrado na tarde de sábado.

fonte: Folha da Região

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

 
%d blogueiros gostam disto: